Posts tagged ‘Juazeiro’

Nova diretoria do PDT toma posse hoje, 24

pdt1

A Executiva do Partido Democrata Trabalhista (PDT) de Juazeiro convida a toda a população para o evento de posse da nova diretoria que acontecerá hoje, sexta-feira (24.11), às 18hs, no Grande Hotel de Juazeiro.

 
São presenças confirmadas: o Deputado Estadual, Roberto Carlos, o Prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim, o ex-prefeito Isaac Carvalho, secretários municipais, vereadores e demais lideranças políticas municipais e regionais.

pdt2

Participe.

Anúncios

24 de novembro de 2017 at 13:00 Deixe um comentário

Prefeito de Juazeiro reduz próprio salário e de cargos comissionados em 20%

prefeitura-juazeiroDiante do cenário de crise que afeta todas as prefeituras do país, o prefeito de Juazeiro Paulo Bomfim decidiu enviar para a Câmara de Vereadores, Projeto de Lei promovendo o corte de 20% no próprio salário, da vice-prefeita e de todos os cargos comissionados nos meses de novembro e dezembro.

“Estamos adotando medidas que assegurem a adequação das nossas despesas, em razão das constantes quedas de receita que afetam nossas possibilidades de investimentos. Os serviços essenciais estão assegurados. Cortamos na própria carne para que a população não sofra as consequências da crise”, declarou o prefeito.

Outras medidas também serão adotadas e envolvem, no mesmo período, o corte de gastos com o custeio da prefeitura, a exemplo redução no aluguel de veículos, proibição do pagamento de horas extras e diminuição de despesas com diversos contratos de fornecedores.

22 de novembro de 2017 at 14:30 Deixe um comentário

Vídeo mostra comunidades que serão submergidas por barragem no Vale

 

Depois de viajar quase dois mil quilômetros, filmando as comunidades que serão atingidas pela barragem de Riacho Seco, que será construída no Vale do São Francisco, os jornalistas Ricardo Alves e Wllyssys Wolfgang, apresentam o resultado das gravações no próximo sábado (12), às 18h30, no anfiteatro “Canto de Tudo” da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). A exibição é aberta a toda a comunidade.

 

O vídeo, intitulado “No Caminho das Águas: uma viagem às comunidades que serão atingidas pela Barragem de Riacho Seco,” tem cerca de 30 minutos de duração e é o resultado do trabalho de conclusão de curso dos jornalistas, orientado pela professora mestre Macelle Khouri e apresentado no formato de grande reportagem de TV. O nome faz alusão às comunidades que serão submergidas e ao percurso feito pela equipe durante as filmagens.

Índios, quilombolas, vaqueiros, ribeirinhos e agricultores. Todos que estão no caminho das águas da Barragem de Riacho Seco e entram no vídeo, de maneira peculiar. Os dois jornalistas partem de um ponto ao mesmo tempo. Um faz o percurso pelo lado baiano, enquanto o outro viaja, pelo lado pernambucano, simultaneamente.

De acordo com Ricardo Alves, a reportagem foi baseada nos ideais do jornalismo cívico, que visa uma maior interação entre o repórter e o público entrevistado. “Nossa expectativa é que o projetopossa servir como base para uma rediscussão do tratamento dado aos ribeirinhos e ribeirinhas dascomunidades que serão ou que já foram afetadas pela construção de hidrelétricas, principalmente no que se refere à preservação dos valores culturais de cada grupo social”, destaca Ricardo.

Os jornalistas Ricardo Alves e Wllyssys Wolfgang

“É uma viagem emocionante. Buscamos capturar a essência de cada comunidade e tentamos condensar isso na reportagem especial. Durante nosso percurso, é possível que alguns telespectadores se sintam embarcando conosco,” explicou o jornalista Wllyssys Wolfgang.

 

BARRAGEM DE RIACHO SECO – A barragem está prevista para começar a ser construída ainda este ano, em Riacho Seco, distrito de Curaçá (BA). Ela terá 132,5 km² e 63 km de extensão, inundando parte dos municípios de Juazeiro e Curaçá, na Bahia, e Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista, em Pernambuco. Ao todo, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) estima que aproximadamente nove mil pessoas serão atingidas.

 

TEASER DO VÍDEO: 

O quê? Exibição da grande reportagem “No Caminho das Águas: uma viagem às comunidades que serão atingidas pela Barragem de Riacho Seco”

Onde: Anfiteatro Canto de Tudo, na Uneb

Horário: 18h30

Quanto: Grátis

10 de março de 2011 at 09:48 Deixe um comentário

Filme do Vale é destaque na 14ª Mostra de Tiradentes-MG


O jornalista e cineasta, Wllyssys Wolfgang, dirigiu o filme/anime premiado

O Vale do São Francisco tem se tornado um verdadeiro celeiro para novos cineastas. Com paisagens paradisíacas e cultura singular, a inspiração vem dos mais diferentes lugares. É caso do anime “A Saga de Um Corno,” dirigido pelo jornalista Wllyssys Wolfgang, feito a partir de um texto de cordel que foi destaque na 14ª Mostra de Cinema de Tiradentes-MG, um dos principais eventos do gênero no país. Ao todo, foram selecionados os 121 melhores filmes nacionais, entre longas e curtas inscritos.

O diretor ganhou uma viagem com todas as despesas pagas para a cidade mineira, com o intuito de integrar o grupo contemporâneo de cineastas brasileiros e apresentar o filme na seção de exibição no evento. “É muito bom poder levar trabalhos daqui do Nordeste para outros lugares. Nossa cultura é muito rica e nada mais válido que utilizarmos o cinema para fomentá-la,” expôs Wllyssys, que trouxe o troféu de reconhecimento no cinema contemporâneo. Esta é a 15ª indicação em festivais que o diretor recebe em menos de um ano.

O FILME: “A Saga de Um Corno” é um anime que foi realizado entre os anos de 2009/2010 e conta com a produção de mais duas jornalistas – Abgaela Martins e Carinina Dourado. O trabalho levou cerca de um ano para ser concluído e narra a estória de um homem que não para de tentar encontrar uma mulher, mesmo pagando caro pelas escolhas. Ele é construído através da técnica do ‘Stop Motion’, que fotografa os personagens e dá movimento na hora da edição.

 

Por Eudes Sampaio

 

2 de fevereiro de 2011 at 09:04 Deixe um comentário

IRPAA realiza Seminário de Educação para Convivência com o Semiárido

Educadores e educadoras dos municípios do Território Sertão do São Francisco – Bahia, Petrolina e Cabrobó participam,  de hoje (26) até 29 de outubro, do Seminário Intermunicipal de Educadores e Educadoras do Semiárido brasileiro.

O evento, promovido pelo IRPAA, acontecerá no Centro de Treinamento Vargem da Cruz e tem por objetivo refletir sobre os avanços e desafios da proposta de Educação para Convivência com o Semiárido. A programação, que terá início às 19h do dia 26, contará com palestras e socialização de práticas docentes que tem sido desenvolvidas nos municípios, as quais irão contribuir para discussão sobre Políticas Públicas para Educação no Campo e para reflexão sobre o papel da Educação na construção do desenvolvimento com sustentabilidade social e ambiental.

Realizado anualmente, desta vez o seminário reunirá experiências de práticas pedagógicas voltadas para educação contextualizada, a exemplo da Horta Orgânica Pedagógica (São Bento – Curaçá), Escola Indígena Truká (Cabrobó), Educação de Jovens e Adultos (Sento-Sé).

No último dia do evento, as/os participantes do seminário irão construir propostas para a continuidade das ações para educação no campo, as quais serão enviadas as Secretarias de Educação cada município representado.

Gazzeta do São Francisco

26 de outubro de 2010 at 09:59 Deixe um comentário

Lixo Político: Crônica de um dia de eleição

Começo esclarecendo: não é uma metáfora. Embora seja perfeitamente cabível falar sobre o lixo que se figura num sistema vendido, o lixo das práticas corruptas, dos próprios políticas sujos – que nem uma “ficha limpa” conseguiu jogar para fora – não começo tão torridamente este escrito.

O lixo, neste primeiro momento, está empregado no seu sentido denotativo. E, como é tradicional de um cronista, escrevo sobre ele pelo contato que tive. Não eram sete da manhã e precisei caminhar pelas ruas de minha cidade. A flutuação pelo vento de pequenos papéis retangulares, logo na porta de minha casa, já anunciavam o que estava por vir no meu trajeto. E não precisei andar muito para me deparar com incontáveis santinhos, panfletos, adesivos, e tantos outros materiais gráficos misturados, estampados com rostos e números. O lixo político.

Aquela cena se constataria desde os meus primeiros passos até o fim do meu percurso – e em quantidade crescente. Involuntariamente me vinha à cabeça uma analogia com a maneira com que se faz política neste país: que sujeira.

Questionei-me sobre os efeitos da expressão “não jogar em via pública”, que acompanha cada publicação que estava no chão. Parece que na política do Brasil fazemos tudo ao contrário. Cobra-se eficiência na gestão pública, e somos lesados por uma administração incompetente. Quem rouba tem que ser preso, e uma turma de mensaleiros está dando sopa por aí, alguns até querendo gerir no estado ao lado. Não se deve vender o voto, e o trocamos por galinhas – talvez ‘louros’ tenha uma conotação melhor.

Continuando no meu caminho, dois meninos a brincar me chamaram atenção: sem camisas, aqueles pobres coitados, de no máximo doze anos de idade, conseguiam aproveitar o envolto para se divertir. Jogavam para ar os montes de papeizinhos que se agrupavam entre a rua e o meio-fio. E mais reflexão: “à massa, distração e entretenimento enquanto passam necessidades em casa. Eis a nossa suja política”.

No fim de caminho, algo que era óbvio desde o começo pairava no pensamento. Éh, hoje é dia de eleição. Vão limpar a casa, tentar jogar o lixo fora. O pior é que não me surpreende que sujem tudo outra vez.

Ricardo Alves – Jornalista

3 de outubro de 2010 at 15:35 Deixe um comentário

‘Prosa Invocada’ vai discutir a relação entre ciência e arte

A Assessoria de Comunicação (Ascom) e a Pró-reitoria de Ensino (Proen) realizam na próxima terça-feira (28), às 18h30, no auditório do Complexo Multieventos, no campus Juazeiro a segunda rodada de entrevistas promovida pelo projeto ‘Prosa Invocada’. Nesta edição o assunto escolhido focará a proximidade entre ciência e arte, bem como a influência recíproca entre as duas atividades.

Mas afinal, Ciência é arte?’. Quem responderá à pergunta, tema do evento serão o coordenador do mestrado em Ciência dos Materiais da Univasf, professor Helinando Pequeno de Oliveira, e o inventor autodidata, Evangelista Ignácio de Oliveira, famoso por suas criações e protagonista do documentário ‘O som da luz do trovão’ de Petrônio Lorena e Tiago Scorza.

O projeto coordenado pela jornalista Klene de Aquino e pelo professor Marcelo Ribeiro será formado por uma série de entrevistas, baseadas no gênero talk show e conduzidas pelo professor Nilton Araújo, do Colegiado de Ciências Sociais da Univasf. Outros colaboradores são o professor Fernando Souto, também do Colegiado de Ciências Sociais, o professor Mauricio Alfaya, do Colegiado de Artes Visuais, a diretora de Imagem, Fabíola Moura, da Ascom, e os estudantes Luis Osete, (bolsista), Wellington Junior e Eudes Sampaio, estagiários da Ascom e voluntários do projeto.

“A nossa proposta é promover a discussão de temas universais, mas contextualizados com a realidade local, porque o objetivo do ‘Prosa Invocada’ é provocar o debate, estimular o pensamento crítico, ampliar as possibilidades de reflexão sobre assuntos que impactam as nossas vidas”, expõe Klene de Aquino.

De acordo com a equipe envolvida no projeto, a cada dois meses será realizada uma nova edição do ‘Prosa Invocada’, com novos entrevistados e temas. Os locais de realização serão os campi Petrolina Sede e Juazeiro, alternadamente. Os eventos serão abertos ao público com entrada franca.

Para o professor Nilton Araújo, a experiência de atuar no projeto está sendo motivadora: “O Prosa está me proporcionando um momento de chamar as pessoas para falar sobre assuntos que não são discutidos no cotidiano e que a universidade muitas vezes alija; nesta perspectiva, o Prosa está trazendo a construção de uma postura mais critica, abrindo espaço para a diversidade e para a universidade estar em contato com a sociedade”, avalia Nilton Araújo.

Em dezembro de 2009 o ‘Prosa Invocada’ promoveu sua primeira entrevista, uma edição-piloto sobre o tema ‘Velhos e novos movimentos sociais’. Os entrevistados foram o presidente da Associação em Defesa dos Direitos dos Homossexuais de Juazeiro (ADEH), Marcos Welask e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolina, José Tenório. Atualmente, o projeto está vinculado ao Programa Institucional de Bolsas de Integração (Pibin/Univasf).

22 de setembro de 2010 at 19:55 Deixe um comentário

Posts antigos