Posts tagged ‘Educação’

Vídeo mostra comunidades que serão submergidas por barragem no Vale

 

Depois de viajar quase dois mil quilômetros, filmando as comunidades que serão atingidas pela barragem de Riacho Seco, que será construída no Vale do São Francisco, os jornalistas Ricardo Alves e Wllyssys Wolfgang, apresentam o resultado das gravações no próximo sábado (12), às 18h30, no anfiteatro “Canto de Tudo” da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). A exibição é aberta a toda a comunidade.

 

O vídeo, intitulado “No Caminho das Águas: uma viagem às comunidades que serão atingidas pela Barragem de Riacho Seco,” tem cerca de 30 minutos de duração e é o resultado do trabalho de conclusão de curso dos jornalistas, orientado pela professora mestre Macelle Khouri e apresentado no formato de grande reportagem de TV. O nome faz alusão às comunidades que serão submergidas e ao percurso feito pela equipe durante as filmagens.

Índios, quilombolas, vaqueiros, ribeirinhos e agricultores. Todos que estão no caminho das águas da Barragem de Riacho Seco e entram no vídeo, de maneira peculiar. Os dois jornalistas partem de um ponto ao mesmo tempo. Um faz o percurso pelo lado baiano, enquanto o outro viaja, pelo lado pernambucano, simultaneamente.

De acordo com Ricardo Alves, a reportagem foi baseada nos ideais do jornalismo cívico, que visa uma maior interação entre o repórter e o público entrevistado. “Nossa expectativa é que o projetopossa servir como base para uma rediscussão do tratamento dado aos ribeirinhos e ribeirinhas dascomunidades que serão ou que já foram afetadas pela construção de hidrelétricas, principalmente no que se refere à preservação dos valores culturais de cada grupo social”, destaca Ricardo.

Os jornalistas Ricardo Alves e Wllyssys Wolfgang

“É uma viagem emocionante. Buscamos capturar a essência de cada comunidade e tentamos condensar isso na reportagem especial. Durante nosso percurso, é possível que alguns telespectadores se sintam embarcando conosco,” explicou o jornalista Wllyssys Wolfgang.

 

BARRAGEM DE RIACHO SECO – A barragem está prevista para começar a ser construída ainda este ano, em Riacho Seco, distrito de Curaçá (BA). Ela terá 132,5 km² e 63 km de extensão, inundando parte dos municípios de Juazeiro e Curaçá, na Bahia, e Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista, em Pernambuco. Ao todo, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) estima que aproximadamente nove mil pessoas serão atingidas.

 

TEASER DO VÍDEO: 

O quê? Exibição da grande reportagem “No Caminho das Águas: uma viagem às comunidades que serão atingidas pela Barragem de Riacho Seco”

Onde: Anfiteatro Canto de Tudo, na Uneb

Horário: 18h30

Quanto: Grátis

Anúncios

10 de março de 2011 at 09:48 Deixe um comentário

IRPAA realiza Seminário de Educação para Convivência com o Semiárido

Educadores e educadoras dos municípios do Território Sertão do São Francisco – Bahia, Petrolina e Cabrobó participam,  de hoje (26) até 29 de outubro, do Seminário Intermunicipal de Educadores e Educadoras do Semiárido brasileiro.

O evento, promovido pelo IRPAA, acontecerá no Centro de Treinamento Vargem da Cruz e tem por objetivo refletir sobre os avanços e desafios da proposta de Educação para Convivência com o Semiárido. A programação, que terá início às 19h do dia 26, contará com palestras e socialização de práticas docentes que tem sido desenvolvidas nos municípios, as quais irão contribuir para discussão sobre Políticas Públicas para Educação no Campo e para reflexão sobre o papel da Educação na construção do desenvolvimento com sustentabilidade social e ambiental.

Realizado anualmente, desta vez o seminário reunirá experiências de práticas pedagógicas voltadas para educação contextualizada, a exemplo da Horta Orgânica Pedagógica (São Bento – Curaçá), Escola Indígena Truká (Cabrobó), Educação de Jovens e Adultos (Sento-Sé).

No último dia do evento, as/os participantes do seminário irão construir propostas para a continuidade das ações para educação no campo, as quais serão enviadas as Secretarias de Educação cada município representado.

Gazzeta do São Francisco

26 de outubro de 2010 at 09:59 Deixe um comentário