“Dia de paralisação não é dia de folga”: diretor da APLB/Juazeiro convoca população para Greve Nacional contra o desmonte da Educação

1 de outubro de 2019 at 15:45 Deixe um comentário

Resultado de imagem para paralisaçãoMais um movimento contra o desmonte da educação e as medidas do governo Bolsonaro, está previsto para ser realizado em todo território nacional amanhã (2) e na quinta-feira (3). As manifestações integram uma agenda nacional de greves convocada por entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG).

Em Juazeiro, no norte da Bahia, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) também está apoiando o movimento. Nesta terça-feira (1º), Gilmar Nery, diretor do sindicato, participou do programa de webrádio Palavra de Mulher e convocou trabalhadores em educação das redes estadual, municipal e do interior para o ato.

“O Brasil vive um momento de terror, de ataques à todas as instituições, não só de Educação. É uma situação crítica, mas as mudanças só vêm através do povo. E nós precisamos reagir. Esse desgoverno só pode ser combatido com a reação daqueles que têm o poder de estar na sala de aula, fazendo seu ofício diariamente. Ser professor e não lutar é uma contradição pedagógica”, considerou Nery.

O diretor fez críticas aos profissionais da categoria que, ao invés de somarem forças, se mostram preocupados com a reposição das aulas, que geralmente acontecem em sábados letivos. “Temos que garantir os 200 dias letivos dos alunos, mas temos uma causa maior. Dia de paralisação não é dia de folga. Tem professores que esperam o dia da paralisação para ao shopping e programar sua vida social. Precisamos chamar atenção dos colegas para engajar na luta. Nossa bandeira é a educação”, ressaltou o diretor da APLB que ressaltou ainda a importância dos sindicados.

“O sindicato luta, e outros que são contra o sindicato se beneficiam dessa luta a todo momento. Quando vem um reajuste, todos se beneficiam. E alguns colegas ainda atacam um sindicato que luta e é respeitado em toda Bahia, com mais de 90 mil filiados”, acrescentou Gilmar Nery.

Para o ato em Juazeiro, no primeiro dia, irá acontecer às 9h uma assembleia geral no auditório da APLB, situado no bairro Alagadiço. Já na quinta-feira haverá o ato público, com concentração na Praça Antonílio da França Cardoso, em frente ao Banco do Brasil, também no Centro, às 9h.

O PNB não obteve informações sobre se haverá manifestação na cidade vizinha, Petrolina.

 

Entry filed under: Geral.

Prefeitura inicia comemorações pelo Dia do Idoso em Juazeiro SEMAURB NOTIFICA VENDEDORES QUE INSTALARAM BARRACAS EM ÁREA DE RISCO EM JUAZEIRO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed