Associação de Cornos na BA atua contra violência e ajuda pessoas traídas

1 de setembro de 2019 at 10:17 Deixe um comentário

Blog-Itamb%25C3%25A9-Agora-destaque-202Uma associação de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, ajuda pessoas traídas a lidar com a dor da infidelidade para evitar qualquer tipo de violência e até mesmo o suicídio.
De forma leve e descontraída, a Associação dos Cornos de Lauro de Freitas surgiu há cerca de oito anos como uma brincadeira, agora, os integrantes da associação querem mostrar que traição é um assunto sério e a infidelidade não pode custar a vida do outro, nem a própria vida.
Blog-Itamb%25C3%25A9-Agora-04-18
O funcionário público e fundador da associação, Reginaldo Sales de Oliveira, mais conhecido como Malhado, conta que o grupo faz trabalho social e prega o fim da violência, principalmente contra a mulher.
“A gente faz uma brincadeira mas tem o lado social também. A gente conversa com o ‘corno’, se reúne e se precisar vamos até a casa da pessoa para tentar entender a situação e ajudar”, diz Reginaldo.
Reginaldo conta que algumas pessoas mudam a forma negativa de ver a traição e levam o caso na “brincadeira”, sem dar muita importância ao que passou. Outras, não.
Reginaldo conta que em alguns casos a pessoa traída fica em depressão ou tenta cometer o suicídio.
Veja matéria completa no G1

Entry filed under: Geral.

MINISTÉRIO DA ECONOMIA ESTUDA PROPOR REDUÇÃO DE SALÁRIO DE SERVIDORES Cera de ouvido pode detectar precocemente câncer no organismo, aponta estudo goiano

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed