Ministério Público deflagra operação contra crime organizado na Bahia; ação acontece em Juazeiro, Senhor do Bonfim e mais 4 cidades

15 de agosto de 2019 at 11:30 Deixe um comentário

(foto: reprodução/BNews)

O Ministério Público deflagrou, na manhã desta quinta-feira (15), uma operação contra integrantes de organizações criminosas, como o tráfico, e contra policiais suspeitos de ligação com o crime. A ação nacional é articulada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) – colegiado que reúne os Gaecos de todos os estados brasileiros.

A operação está sendo realizada em nove estados. Na Bahia, estão sendo cumpridos 19 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão nos municípios de Senhor do Bonfim, Jacobina, Juazeiro, Capim Grosso, Serrolândia e Lauro de Freitas. Entre os alvos, estão integrantes de organização criminosa ligada ao PCC que atua com tráfico de drogas e é responsável por diversos homicídios no estado.

Até o momento, doze pessoas foram presas no estado: nove em Capim Grosso, duas em Lauro de Freitas, e uma em Jacobina. Onze promotores de Justiça, 74 policiais militares e 99 policiais rodoviários federais participam da ação.

As investigações resultaram em um total de 300 mandados, entre prisões e buscas, nos nove estados.

Da Redação

O Ministério Público deflagrou, na manhã desta quinta-feira (15), uma operação contra integrantes de organizações criminosas, como o tráfico, e contra policiais suspeitos de ligação com o crime. A ação nacional é articulada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) – colegiado que reúne os Gaecos de todos os estados brasileiros.

A operação está sendo realizada em nove estados. Na Bahia, estão sendo cumpridos 19 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão nos municípios de Senhor do Bonfim, Jacobina, Juazeiro, Capim Grosso, Serrolândia e Lauro de Freitas. Entre os alvos, estão integrantes de organização criminosa ligada ao PCC que atua com tráfico de drogas e é responsável por diversos homicídios no estado.

Até o momento, doze pessoas foram presas no estado: nove em Capim Grosso, duas em Lauro de Freitas, e uma em Jacobina. Onze promotores de Justiça, 74 policiais militares e 99 policiais rodoviários federais participam da ação.

As investigações resultaram em um total de 300 mandados, entre prisões e buscas, nos nove estados.

Por Preto no branco

Anúncios

Entry filed under: Geral.

Vereador Joseílson Marcelino: “MEUS PÊSAMES PELO FALECIMENTO DE LIONÍDIO ALVES VIANA, PAI DO AMIGO E VEREADOR DOMINGÃO DA ALIANÇA” Bolsonaro determina suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed