Anúncios

EXCLUSIVO:CAMINHONEIROS DE JUAZEIRO E PETROLINA DEVEM PARTICIPAR DE PARALISAÇÃO; ELES NÃO APROVAM TABELA DE FRETES

7 de dezembro de 2018 at 14:25 Leave a comment

Com exclusividade a redação deste Blog apurou que caminhoneiros de Juazeiro e Petrolina, pretendem participar de mais uma “mobilização nacional forte”, o que significará “confrontar o Supremo Tribunal Federal.”

“O STF está de brincadeira: aumentam o salário para quase R$ 40 mil e ferram com os caminhoneiros”, escreveu Alexandre Fróes, que atua no porto de Itajaí (SC). “Vamos parar agora, aí vai ficar bom acabar com a festa.”

A decisão de Fux causou revolta entre os motoristas autônomos. “Estamos organizando uma paralisação geral. Ainda não temos uma data confirmada”.

Explica-se: a paralisação será uma reação à decisão tomada, na última  quinta-feira (6/12), pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, quando decidiu suspender a aplicação de multas, pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), pelo descumprimento dos preços mínimos para serviços de frete rodoviário.

As punições ficam suspensas até que o STF decida sobre a constitucionalidade do tabelamento, que os caminhoneiros preferem chamar de “piso mínimo”

A redação do Blog Geraldo Jose, participou de grupos de Whatsapp de caminhoneiros e estes sim mobilizam uma paralisação. “Estamos organizando uma paralisação geral, ainda sem data marcada”.

A legislação prevê que os preços serão fixados após uma discussão entre os caminhoneiros, o governo e os usuários dos serviços de transporte. Mas os preços aplicados pela ANTT não foram determinados dessa forma. São ainda de uma tabela feita às pressas em maio passado para acabar com a greve. Pela falta de base legal para as multas, a entidade pediu a suspensão das punições.

Para os caminhoneiros, foi um duro golpe. A fiscalização pela ANTT era a única forma de assegurar o cumprimento dos pisos mínimos, uma vez que muitas empresas embarcadoras se recusavam a seguir a tabela e até ameaçavam colocar numa “lista negra” aqueles caminhoneiros que não aceitassem preços menores.

Fonte Geraldo José

Anúncios

Entry filed under: Geral.

JOSEPH BANDEIRA NÃO PRESTA CONTAS DE CAMPANHA E DESEMBARGADOR PEDE DEVOLUÇÃO DE R$ 280 MIL Suspeita sobre ex-assessor dos Bolsonaro põe Moro em saia-justa

Deixe uma resposta

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed