Anúncios

Projeto de iniciação ao tênis da Univasf abre inscrições para crianças

8 de novembro de 2018 at 17:55 Leave a comment

O projeto de extensão “Iniciação ao tênis: esporte e lazer para a comunidade de Petrolina-PE e Juazeiro-BA”, vinculado ao Colegiado de Educação Física (Cefis) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), abriu 20 novas vagas para crianças entre 8 e 13 anos. As inscrições são gratuitas e acontecem no Complexo Esportivo, localizado no Campus Sede da Univasf, em Petrolina. No ato da inscrição, é preciso apresentar RG ou certidão de nascimento da criança. As inscrições estarão abertas até que as vagas sejam preenchidas.

As turmas são divididas por faixa etária. Na turma para crianças de 8 a 10 anos há sete vagas disponíveis. As atividades são realizadas nas terças e quintas-feiras, das 15h às 16h. A turma para crianças entre 11 e 13 anos tem seis vagas e as aulas acontecem também às terças e quintas-feiras, das 15h às 16h, em outra quadra. Há ainda a turma para crianças de 10 e 11 anos, que está com sete novas vagas. As atividades acontecem nas segundas e quartas-feiras, das 15h às 16h.

Durante as aulas, são apresentados os fundamentos técnicos do tênis, regras, a história do esporte e questões referentes à prática. O objetivo do projeto é proporcionar a melhoria nas capacidades físicas, concentração, sociabilização e desenvolvimento do hábito da prática regular de atividades físicas. As aulas são ministradas pelo monitor Mateus Santos Silva e por voluntários do projeto.

As atividades já acontecem desde abril, mas, de acordo com o professor do Cefis e coordenador do projeto, Luciano Juchem, as crianças que entrarem agora não ficarão atrasadas em relação às outras, pois farão atividades diferentes até se adaptarem e pegarem o ritmo. “Faremos atividades diferentes para as crianças iniciantes e para as que estão em um nível mais avançado”, explica. De acordo com ele, na medida em que as crianças forem se desenvolvendo, serão integradas às que treinam há mais tempo para que todos passem a treinar juntos. “Queremos propiciar a prática de uma modalidade esportiva que não é acessível à maior parte da população, por ter custo alto, aumentar a cultura esportiva e auxiliar na base motora das crianças da região”, afirma Juchem.

 

Ascom

Anúncios

Entry filed under: Geral.

INDÍGENAS OCUPAM GERÊNCIA REGIONAL DE ENSINO EM PETROLINA Depois que o vereador Allan Jones (PTC) denunciou um suposto desfalque no quadro de profissionais (médicos e enfermeiros) que trabalham no plantão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Juazeiro (BA), muitos moradores fizeram uso de mídias sociais para relatar o que chamam de “descaso” com a população. Este Blog recebeu várias mensagens de pessoas de Juazeiro, por meio do WhatsApp, relatando que o Samu não estaria prestando atendimento ou demorando muito após as solicitações. Mas o problema, desta vez, seria outro, diferente do que já mostramos. Agora, segundo relatos, não seria apenas a falta de macas – que acabam ficando retidas em hospitais -, e sim a falta de profissionais e até de ambulâncias. Um dos últimos relatos recebidos, mas não menos chocante, foi de um motociclista que sofreu um acidente na Rodovia Lomanto Junior (BR-407), no bairro João XXIII, na noite de ontem (7). Caído ao chão, o homem teria ficado por mais de uma hora esperando uma ambulância, que não chegou. Pessoas que estavam no local, com a ajuda da polícia, improvisaram uma maca com um pedaço de madeira e levaram o motociclista para uma unidade de saúde na carroceria de um carro tipo picape. O estado de saúde da vítima, no entanto, é desconhecido, assim como o que teria provocado o acidente. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) disse que enviaria uma nota, mas até o fechamento desta matéria não recebemos retorno.

Deixe uma resposta

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed