‘The Guardian’ publica “manifesto global” contra Bolsonaro

27 de outubro de 2018 at 17:36 Deixe um comentário

O jornal britânico “The Guardian” publicou nesta semana um manifesto contra o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, assinado por intelectuais brasileiros e estrangeiros, o qual afirma que o deputado ameaça o mundo, não apenas a jovem democracia do Brasil. “Mulheres, ativistas LGBT, defensores dos direitos humanos ambientalistas e povos indígenas estão em risco com o candidato da extrema-direita”, diz o texto.

Segundo o artigo, “o Brasil atravessa a pior crise de sua história desde o golpe civil-militar e o estabelecimento da ditadura em 1964”, principalmente depois do dia 7 de outubro, quando ocorreu o primeiro turno das eleições presidenciais e “Bolsonaro obteve impressionantes 46,03% dos votos”.

“Este resultado desencadeou uma primeira onda de violência de ódio: mais de 70 ataques foram registrados contra pessoas LGBT, contra mulheres, contra qualquer opositor de extrema direita ou contra jornalistas”, acrescenta.

O manifesto ainda ressalta que, depois do primeiro turno, o mestre de capoeira Moa do Katendê, ativista e educador, foi esfaqueado até a morte por um partidário de Bolsonaro, o que é temido ser apenas o início de uma onda mais mortal de violência.

“Este ódio e violência estão sendo claramente instigados por Bolsonaro e seus representantes eleitos. Ao repetir seus discursos e provocações misóginas, racistas, homofóbicas e transfóbicas, exibindo suas armas de fogo, glorificando a ditadura militar, espalhando informações falsas, implicitamente exigem a brutalização, até mesmo o assassinato, de todos aqueles que não se parecem com eles”, explica.

Entre os intelectuais que assinam a carta estão os brasileiros: diplomata Celso Amorim; o autor Frei Betto; o músico Chico Buarque; o economista Bresser Pereira; a advogada Carol Proner; o diplomata Paulo Sérgio Pinheiro; e o co-fundador do Fórum Social Mundial Brasileiro, Chico Whitaker. Já entre os estrangeiros: o membro do parlamento europeu, o francês José Bové; o linguista norte-americana, Noam Chomsky; a prefeita de Barcelona, Ada Colau; a francesa membro do parlamento europeu, Karima Delli, o político francês Benoît Hamon; além da jornalista canadense, Naomi Klein; e a política portuguesa, Joana Mortágua.

No documento, as personalidades dizem que se Bolsonaro for eleito, esse “ódio corre o risco de se institucionalizar e desencadear a violência física”.

“O Brasil já é, infelizmente, um dos países mais violentos do mundo: 61.619 homicídios foram cometidos em 2017, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, representando cerca de 170 pessoas mortas por dia, incluindo um jovem negro a cada 23 minutos”, explicam.

Além disso, o manifesto relembra que as instituições democráticas do Brasil já estão enfraquecidas desde o escândalo político e financeiro que afeta todos os partidos e pelo polêmico impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. E Bolsonaro não demonstra segurança de que o Estado de Direito democrático será imposto após as eleições. Os intelectuais alegam que a possível vitória do candidato do PSL, apoiado pela bancada conservadora e reacionária da sociedade, representa uma ameaça mortal à liberdade, aos direitos fundamentais, à obtenção de qualquer equilíbrio da Terra às mudanças climáticas e à jovem democracia do Brasil.

“A comunidade internacional, e em particular a França e a União Europeia, deve agir e apoiar os democratas brasileiros, independentemente do resultado da eleição presidencial”, finaliza.

Terra

Anúncios

Entry filed under: Geral.

Escritora diz por quais motivos votará em Haddad: “Me sentirei menos só” Antipetista, Ziraldo declara apoio a Fernando Haddad para presidente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Instagram

⛔ Com palavras de ordem “SOS Juremal” e “Queremos água Limpa”, muitas pessoas do Distrito de Juremal estiveram na manhã desta quarta (18), ao Paço Municipal em Juazeiro, para realizar um protesto contra a falta d´água, há sete dias, na localidade. . . A grande queixa da população é a mudança do local de captação que antes era na adutora de Caraíba Metais e agora passou a ser na Agrovale, sem consulta alguma aos moradores. Eles estão pedindo apenas que o sistema continue como era antes. Até porque há mais ou menos um ano houve uma reunião sobre esta mudança e a população não aceitou. . Segundo o SAAE, a falta de água se dá por que devido a esta mudança de capitação, foi necessário desligar o bombeamento antigo, ativando outro novo, o que desencadeou em estouramento de alguns tubos da rede. . . Fica o questionamento: É claro que não dá para agradar a todos, mas era necessário mesmo fazer essa mudança sem a consulta do povo? Se as desculpas são tão plausíveis, por que não compartilhar com a população? Será que existem outros interesses? . . Comentem e arraste para verem os vídeos📲
Após vazamentos de conversas que deixam o ministro Sérgio Moro em uma situação, no mínimo, embaraçosa, os vereadores de Petrolina resolveram fazer sua parte e manifestar seu apoio ao ex-magistrado. . E o apoio veio da forma mais sublime: a concessão do título de cidadão petrolinense. Por 16 votos a favor, durante uma sessão que rolou ofensas, agressões verbais e pessoais, o projeto do vereador Ronaldo Silva foi aprovado. Houveram três votos contrários e duas abstenções. . Será que os petrolinenses vão se orgulhar do jogo conterrâneo?
Mal educado. Esse é o adjetivo mais apropriado para o ministro da Educação do governo @jairmessiasbolsonaro. . Abraham Weintraubmin, o mesmo do mico de 'cantando na chuva', protagonizou uma cena lamentável durante a coletiva de imprensa concedida em Petrolina na última terça-feira (17). . De forma grosseira e sem tato, o ministro distribuiu patadas e grosseiras com os repórteres que cobriam a sua visita. . Por isso que a situação está desse jeito.
🚨 Um homem foi abordado por seguranças de um shopping em Juazeiro depois uma suposta tentativa de furto numa loja de departamento próximo à entrada. O caso ocorreu na noite desta segunda-feira (17). . Esta não é a primeira vez que casos assim são registrados no shopping. Algumas pessoas já relataram que tiveram peças de veículos furtadas, no estacionamento. . Desta forma, o sentimento de insegurança toma conta de quem precisa ir até o local fazer compras. . Confira a foto no post e deixe os seus comentários!!!. . 🗣️📢. . #Juazeiro #ValeComentar #shopping
A situação da UPA de Juazeiro é muito crítica. Pacientes em macas pelo corredor, superlotação e sérios problemas de manutenção. . A população que precisa de atendimento na unidade está sofrendo os problemas no atendimento. . A unidade está prestes a 'fechar' para manutenção, como informou a gestão municipal. . Fotos:@nossavoz