Gilmar Mendes: Brasil não será levado a sério se não cumprir tratados

26 de agosto de 2018 at 11:00 Deixe um comentário

O ministro Gilmar Mendes, do STF, é um dos maiores defensores do cumprimento dos tratados internacionais ratificados pelo Brasil, considerando-os todos acima da lei brasileira. Ele foi o relator do julgamento histórico do Supremo que, em 3 de dezembro de 2008, acabou com a prisão por dívidas no país. A decisão da corte foi a de que tal dispositvo havia sido revogado face o disposto no artigo 7º, da Convenção Americana sobre Direitos Humanos, que estabelece:

“Ninguém deve ser detido por dívidas. Este princípio não limita os mandados de autoridade judiciária competente expedidos em virtude de inadimplemento de obrigação alimentar”.

Desde o histórico julgamento, ensinam os professores Luiz Flávio Gomes e Valério de Oliveira Mazzuoli, formou-se uma nova configuração da pirâmide jurídica em nosso ordenamento jurídico, nos seguintes termos:

“Temos que admitir, por conseguinte, uma nova pirâmide jurídica no nosso País, segundo o STF: no patamar inferior está a lei, na posição intermediária estão os tratados de direitos humanos (aprovados sem o quorum qualificado do §3º do art. 5º da CF) e no topo está a Constituição. (“Comentários à Convenção Americana sobre direitos humanos: Pacto de San José da Costa Rica” Coleção Ciências Criminais, v. 4. 2. ed. Rev, atual e ampl. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2009, p. 67.

O vídeo que apresentamos nesta coluna refere-se a outro caso, o da extradição ou não de Cesare Battiisti para Itália, tema que perdurou na corte de 2007 a 2011 e provocou uma intensa batalha de argumentos acerca dos tratados internacionais. Em 2009, o STF definiu que Battisti deveria ser extraditado porque concordou com as acusações criminais que recebera do Estado brasileiro, porém, o então presidente Lula decidiu contrariamente, pois entendeu que o italiano sofria perseguição política, portanto, receberia asilo no Brasil.

O Estado italiano recorreu afirmando que Lula rompera com o Tratado de Extradição entre os dois países, entretanto, o colegiado supremo negou o recurso, entendendo que o referido tratado, por não ser a respeito dos direitos humanos, não possui caráter vinculante, portanto, caberia ao presidente a decisão final. Em sessão em 8 de junho de 2011, o STF manteve a decisão de Lula.

Gilmar Mendes, relator do processo, foi derrotado por 6 a 3, ao defender veementemente o cumprimento do tratado internacional entre Brasil e Itália. A posição dele à época insere-se no contexto da guerra política que ele travou com os governos do PT. O que importa reter aqui é a posição de princípio de Mendes. Ele afirmou peremptoriamente: o Brasil não seria mais respeitado pela comunidade global se não cumprisse os tratados, e teria seus planos de compor o Conselho de Segurança da ONU frustrados: “o país não se qualifica para este status [ser membro do Conselho de Segurança da ONU] descumprindo tratados”.

Perceba que, para contrariar Lula, Gilmar Mendes insistiu numa posição que é incoerente, pois ele pretendeu elevar o tratado de extradição ao status de supralegalidade, caráter exclusivo dos que versam sobre direitos humanos. Agora, o quadro mudou, pois o Comitê Internacional de Direitos Humanos, respaldado pelo Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos, determinou que Lula deve ter sua candidatura garantida pelo Estado. Ou seja, a supralegalidade desta liminar suspende a Lei da Ficha Limpa.

O que fará Gilmar Mendes? Vai romper com a comunidade internacional e se colocar como um juiz que não merece respeito por ela, simplesmente para evitar a candidatura de Lula?

Se assim proceder ficará comprovado que o ministro não tem o ordenamento jurídico como referência, mas apenas seu anseio de perseguição política ao ex-presidente Lula.

Anúncios

Entry filed under: Geral.

Advogada denuncia complô no STF para derrubar a candidatura de Bolsonaro Rui Costa Isaac carvalho e Roberto Carlos são só correria pela Bahia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Instagram

⛔ Com palavras de ordem “SOS Juremal” e “Queremos água Limpa”, muitas pessoas do Distrito de Juremal estiveram na manhã desta quarta (18), ao Paço Municipal em Juazeiro, para realizar um protesto contra a falta d´água, há sete dias, na localidade. . . A grande queixa da população é a mudança do local de captação que antes era na adutora de Caraíba Metais e agora passou a ser na Agrovale, sem consulta alguma aos moradores. Eles estão pedindo apenas que o sistema continue como era antes. Até porque há mais ou menos um ano houve uma reunião sobre esta mudança e a população não aceitou. . Segundo o SAAE, a falta de água se dá por que devido a esta mudança de capitação, foi necessário desligar o bombeamento antigo, ativando outro novo, o que desencadeou em estouramento de alguns tubos da rede. . . Fica o questionamento: É claro que não dá para agradar a todos, mas era necessário mesmo fazer essa mudança sem a consulta do povo? Se as desculpas são tão plausíveis, por que não compartilhar com a população? Será que existem outros interesses? . . Comentem e arraste para verem os vídeos📲
Após vazamentos de conversas que deixam o ministro Sérgio Moro em uma situação, no mínimo, embaraçosa, os vereadores de Petrolina resolveram fazer sua parte e manifestar seu apoio ao ex-magistrado. . E o apoio veio da forma mais sublime: a concessão do título de cidadão petrolinense. Por 16 votos a favor, durante uma sessão que rolou ofensas, agressões verbais e pessoais, o projeto do vereador Ronaldo Silva foi aprovado. Houveram três votos contrários e duas abstenções. . Será que os petrolinenses vão se orgulhar do jogo conterrâneo?
Mal educado. Esse é o adjetivo mais apropriado para o ministro da Educação do governo @jairmessiasbolsonaro. . Abraham Weintraubmin, o mesmo do mico de 'cantando na chuva', protagonizou uma cena lamentável durante a coletiva de imprensa concedida em Petrolina na última terça-feira (17). . De forma grosseira e sem tato, o ministro distribuiu patadas e grosseiras com os repórteres que cobriam a sua visita. . Por isso que a situação está desse jeito.
🚨 Um homem foi abordado por seguranças de um shopping em Juazeiro depois uma suposta tentativa de furto numa loja de departamento próximo à entrada. O caso ocorreu na noite desta segunda-feira (17). . Esta não é a primeira vez que casos assim são registrados no shopping. Algumas pessoas já relataram que tiveram peças de veículos furtadas, no estacionamento. . Desta forma, o sentimento de insegurança toma conta de quem precisa ir até o local fazer compras. . Confira a foto no post e deixe os seus comentários!!!. . 🗣️📢. . #Juazeiro #ValeComentar #shopping
A situação da UPA de Juazeiro é muito crítica. Pacientes em macas pelo corredor, superlotação e sérios problemas de manutenção. . A população que precisa de atendimento na unidade está sofrendo os problemas no atendimento. . A unidade está prestes a 'fechar' para manutenção, como informou a gestão municipal. . Fotos:@nossavoz