Anúncios

Suspeitos de matar médico de Campo Alegre de Lurdes terão habeas corpus julgados hoje

12 de julho de 2018 at 09:20 Leave a comment

Denirson era marido de Jussara e pai de Danilo, suspeitos do caso. Foto: Reprodução/Facebook
O advogado Alexandre Oliveira, que defende a farmacêutica Jussara Rodrigues da Silva Paes, 54, e o engenheiro civil Danilo Paes, 23, entrou na quarta-feira (11), no início da tarde, com um pedido de habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça de Pernambuco. Os dois estão presos temporariamente por decisão da Justiça, suspeitos de terem assassinado o médico e advogado Denirson Paes Silva, 54 anos, encontrado na cacimba da própria residência, em Aldeia, esquartejado e carbonizado.

Os autos do processo que requer a soltura dos indiciados já estão no gabinete do desembargador Antônio de Melo e Lima, presidente da 2ª Câmara Criminal do TJPE, desde às 15h30 da quarta (11). A decisão sobre a libertação ou a manutenção da prisão dos acusados deve sair nesta quinta-feira (12).

Denirson era marido de Jussara e pai de Danilo. A esposa prestou queixa de desaparecimento dele em 20 de junho, alegando que o médico havia viajado em exterior e não mais retornado, mas uma investigação da polícia não achou indícios dessa suposta viagem. Na quarta-feira da semana passada a polícia encontrou o corpo do médico no poço da residência da família e prendeu mãe e filho. Ainda não se sabe o que motivou o crime, mas é certo que Denirson tinha planos de se separar da mulher e residir em outro imóvel. Após a descoberta do corpo, o filho mais novo de Jussara e Denirson, que tem 20 anos e não é suspeito, foi levado para a casa dos avós na Bahia.

Segundo o Tribunal de Justiça, o desembargador Antônio de Melo e Lima passou a tarde de ontem em sessão de julgamento da 2ª Câmara Criminal e, portanto, não teve tempo de analisar o pedido de habeas corpus. O advogado Alexandre Oliveira informou que por volta das 11h de hoje deve ir ao gabinete do desembargador, no Fórum Tomás de Aquino, no Centro do Recife, para verificar se o pedido foi deferido ou não. As duas Promotorias Criminais de Camaragibe do Ministério Público informaram que ainda não receberam nada sobre o caso do médico.
Ainda de acordo com Oliveira, ontem ele não esteve no Centro de Triagem e Observação Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, nem na Colônia Penal Feminina Bom Pastor, no bairro da Iputinga, onde filho e mãe estão detidos, respectivamente.

“Hoje (ontem) estive preocupado somente com o habeas corpus, até porque os dois já estão em cela especial por serem portadores de diploma (de ensino superior). Jussara está em cela especial desde o último sábado e Danilo foi transferido na terça-feira à noite. Os dois estão muito abalados emocionalmente”, disse.

Segundo Alexandre, não há ninguém da família de Jussara, natural de Campo Alegre de Lourdes (BA) – mesma cidade onde nasceu Denirson, que era primo dela – e é o próprio advogado quem está tomando todas as providências cabíveis para os suspeitos.
Cronologia

30/05
Cancelamento da viagem para os EUA, cujo voo estava marcado para o dia 02/06
31/05
Desaparecimento
20/06
Registro do desaparecimento na Delegacia de Camaragibe
03/07
Representação pelo Mandado de Busca e Apreensão
04/07
Restos mortais são encontrados na cacimba da casa da família
04/07
Autuação em flagrante por ocultação de cadáver
05/07
Decretação da prisão temporária por homicídio qualificado e ocultação
11/07
Novas partes do corpo são descobertas dentro do poço
Diário de Pernambuco
Anúncios

Entry filed under: Geral.

Palestra discute consumo de álcool e drogas na amamentação no HDM Petrolina PE – Policiais do 2° BIESP Prendem Traficante no bairro São Jorge

Deixe uma resposta

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed