Anúncios

Parentes de gestantes e bebês mortos no Hospital Dom Malan/IMIP começam a ser ouvidos pela polícia civil

12 de julho de 2018 at 08:05 Leave a comment

Através da Comissão Especial de Inquérito da Casa Plínio Amorim que vai apurar casos de mortes de gestantes e crianças registrados no Hospital Dom Malan/IMIP, em Petrolina, o delegado Daniel Moreira ouviu mais uma testemunha nesta quarta-feira (11), totalizando até o momento oito depoimentos.

Juvenilson Lopes Souza de 26 anos (foto acima) participou do programa Edenevaldo Alves na Petrolina FM, companheiro de Gislaine Lopes, de 21 anos, da cidade de Remanso (BA) que deu entrada na unidade no dia 2 de outubro de 2017 e oito dias depois de ter o seu bebê, faleceu depois de ter complicações pós-parto.

“Ela teve a criança normal e falaram que ela estava bem, mas minha sogra fez várias reclamações porque minha esposa sentia muitas dores e febre, ele pediu ajuda e eles não socorreram, na época disseram que iam atender primeiro quem era prioridade, e minha mulher não era prioridade? Ela faleceu no dia 10 de outubro, me ligaram dizendo que na da de pior tinha ocorrido. os funcionários falaram que ela morreu por conta de uma infecção, mas isso será investigado porque tenho certeza que foi negligência”, contou Juvenilson Lopes, que foi ouvido pela polícia civil.

Além do relato citado acima, outro caso que está sendo investigado é o de Miliam Carvalho da Silva, de 15 anos, que segundo informações do vereador Ronaldo Souza, presidente da Comissão Especial de Inquérito, o corpo da adolescente será exumado, em virtude de falhas e erros apontados nos relatórios médicos, que vem ocasionando conflitos de informações.

 

Edenevaldo Alves

Anúncios

Entry filed under: Geral.

Presos ateiam fogo em na cadeia pública de Petrolândia Polícia de Salgueiro realiza prisão de homem em Petrolina

Deixe uma resposta

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed