Anúncios

EXCLUSIVO: ZALUAR, TÉCNICO DA JUAZEIRENSE, CONTA TUDO…

15 15UTC março 15UTC 2018 at 08:30 Leave a comment

O carioca Luiz Antonio Zaluar já passou por clubes no Brasil e exterior. Só no Nordeste já passou por 13 estados, incluindo agora a Bahia, onde começa a fazer história dirigindo a Juazeirense. “Recusei duas propostas, uma para voltar para o Rio Grande do Sul, outra para dirigir o Macaé, no Rio. Me reuni com a família, com Carlos Flávio, preparador físico que me acompanha nesta temporada, resolvemos apostar nessa parceria e graças a Deus está dando certo”, explicou em entrevista concedida ao Blog Geraldo José, e ao programa Bodega do Brocoió, na Rádio Juazeiro.

Confira trechos dessa entrevista exclusiva:

O INÍCIO DA CARREIRA

Comecei em 84 como preparador físico, no Rio e em clubes do São Paulo, fui preparador físico do Botafogo, Fluminense e em 95 virei treinador, depois de 10 Anos de carreira, treinei equipes em times da Arábia Saudita, Emirados Árabes, Kuait, treinei equipes em 13 estados brasileiros, fui eleito o melhor treinador do Rio Grande do Sul dirigindo o Caxias, em 2013.

A JUAZEIRENSE

Sempre tive um contato com Serginho, com quem trocava informações sobre jogadores, pelo conhecimento que ele tem e há dois anos ele me falou que gostaria de trabalharmos juntos. Após um ano e meio fora do Brasil, conversei com ele, queria abrir novos espaços no futebol brasileiro, ele me apresentou o projeto da Juazeirense, conversei muito com o deputado Roberto Carlos, fiquei impressionado com o trabalho feito aqui, recusei duas proposta, uma para voltar para o Rio Grande do Sul, outra para dirigir o Macaé, no Rio, me reuni com a família, com Carlos Flávio, nosso preparador físico, e resolvemos apostar nessa parcer, que graças a Deus está dando certo.

A ADAPTAÇÃO EM JUAZEIRO

Fui campeão cearense , já atuei no Nordeste e a temperatura em Juazeiro é “ventinho” em relação a temperatura nos Emirados Árabes, onde dá 55 graus. Aqui é fresquinho, você não tem ideia do calor que faz lá. Nosso Velho Chico ai é agradabilíssimo, o clima não foi problema não.

CONFIANÇA NA CLASSIFICAÇÃO

Estamos com todos os jogadores em condições de atuar, vamos trabalhar com serenidade , descansar bastante, e o mais importante, convocar o torcedor e dizer que o que aconteceu naquele jogo com o Bahia foi coisa do futebol, mas vamos acreditar, fazer um grande jogo e garantir essa classificação pra final, porque não?

A PRÉ TEMPORADA

Conseguimos começar bem a temporada, empatamos com o Vitória em Salvador e isso nos deu tranquilidade durante a competição. Perdemos os jogos que poderíamos perder, a gente sabia que uma hora tinha que perder, perdemos para o Bahia, daquela forma, jogando bem, e conseguimos o objetivo que era classificar. Depois do jogo Guto Ferreira falou pra mim, essa palavras que vou te falar, eu já estava conformado com a derrota, eu acho que nós achamos dois gols. Todo mundo saiu frustrado por que queríamos ganhar o jogo, mas futebol é assim.

AS DIFICULDADES

Nós compensamos a falta de investimento com trabalho, não adianta pensar que é tudo as mil maravilhas, que não é, a gente carece de estrutura, de apoio e eu gostaria de aproveita p espaço aqui para pedir apoio para a Juazeirense. Já passou da hora de Juazeiro abraçar a Juazeirense, porque tá faltando ajuda pra estrutura melhorar, a estrutura melhorando as possibilidades de resultados aumentam mais ainda, temos jogadores  qualificados e não foi fácil estar na semifinal como terceira força da Bahia.dá muito trabalho fazer futebol e a prefeitura e os empresários precisam somar com esse projeto.

O JOGO CONTRA O BAHIA

Jogos contra Bahia e Vitória são jogos que automaticamente motivam, os jogadores jogam também para mostrar o seu trabalho, e ai é o jogo que é auto-motivante. Eu sempre falo para eles, que no futebol ninguém se destaca sozinho. Salatiel é o artilheiro do campeonato, mas ele só é artilheiro porque alguém na zaga trabalhou e alguém no meio de campo deu o passe pra ele fazer o gol. Eles estão se destacando e chamando a atenção porque o coletivo está funcionando.

O IMPORTANTE É FORTALECER O GRUPO

Eu acho que o futebol, por ser um esporte coletivo, tem uma regra básica: o sucesso do passado, não garante o sucesso do presente. Mas acima de tudo quero enaltecer a forma do trabalho de todo grupo, do Danilinho, que deixou saudades, do Tony Galego, do Enercino, que são excelentes profissionais, apoiam incondicionalmente os companheiros e quando escalados certamente darão conta do recado. Quer um exemplo? Gildemar, que marcou dois gols em Salvador, contra o Atlântico, não era nem pra ser contratado. No último jogo, Salatiel não pode jogar, ele entrou  e fez dois gols, por isso a nossa preocupação é se fortalecer enquanto grupo.

VAMOS FAZER DIFERENTE

Fizemos um dos melhores jogos da temporada naquela partida contra o Bahia, encaixou muito bem a forma que jogamos contra eles, mas acho que eles vêm diferentes, pois alguns jogadores que não jogaram devem ser escaldos. Os jogos passados são páginas viradas e  com o apoio do nosso torcedor no sábado pra que agente novamente lote aquele estádio, joguem todos juntos pra colher um bom resultado e colher essa classificação , com humildade, vontade e determinação.

Do Blog Geraldo José

Anúncios

Entry filed under: Geral.

Petrolina PE – Ladrão é flagrado pelas câmeras internas de um supermercado na Cohab Massangano UM POLICIAL MILITAR MORRE E UM POLICIAL CIVIL FOI BALEADO NA MADRUGADA DESTA QUINTA EM PARNAMIRIM

Deixe uma resposta

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed